Culinária

Damos inicio a uma página de algumas receitas portuguesas, e não só, de culinária.Espero que sejam um exito junto dos vossos familiares ou amigos.Estão preparados? Aqui vão:


Bacalhau com natasBacalhau com Natas

Ingredientes:

  • 600 g de bacalhau
  • 2 cebolas médias
  • 30 g de farinha
  • 30 g de manteiga
  • 1,5 dl de leite
  • 0,25 dl de natas
  • 1 folha de louro
  • sal
  • pimenta
  • cravinho
  • 1/2 kg de batata

Confecção:

Corta-se o bacalhau e coloca-se num recipiente com água de véspera, tendo o cuidado de lhe mudar a água várias vezes.
Retira-se o bacalhau e leva-se a cozer em água limpa, após o que se desfia.
Cortam-se as cebolas em rodelas finas e as batatas em palitos os mais finos possíveis, fritando-as à parte num tacho.
Leva-se ao lume a manteiga, a que se junta a farinha, mexendo bem. Adiciona-se o leite, previamente fervido, lentamente, mexendo sempre, e deixa-se cozer, continuando a mexer com uma colher de pau. Por fim, tempera-se com sal e pimenta e juntam-se as
natas quando adquirir uma consistência muito cremosa.
Leva-se o azeite ao lume numa frigideira, juntando de seguida a cebola e deixa-se refogar. Assim que começar a alourar, junta-se o bacalhau desfiado para que refogue um pouco.
Num tabuleiro de ir ao forno untado com manteiga deita-se este preparado, pondo uma camada de batatas por cima.

 

cozido.jpgCozido à Portuguesa


Ingredientes:

  • carne de vaca para cozer;
  • meia galinha;
  • 1 pé de porco, entrecosto, chispe ;
  • presunto, chouriço, farinheira, salpicão  ;
  • toucinho salgado, bacon  ;
  • orelheira fresca e fumada  ;
  • couve portuguesa (penca) ou coração;
  • cenouras, batatas, nabos;
  • sal e azeite

Confecção:

Numa panela grande coza em água todas as carnes.
Aquelas que forem salgadas devem ficar de molho umas horas, só depois se podem pôr a cozer.
Regue a água da cozedura com um fio de azeite e tempere a gosto.
Por ordem de cozedura mais rápida, vão-se tirando os enchidos, depois as carnes de porco, e só no fim, depois de bem cozida, a carne de vaca.
Nesta água de cozer as carnes, meta os legumes já mencionados no início.
Quando cozidos, retire a panela do lume, deixando os legumes dentro.
Para servir, corte as carnes, disponha numa travessa com os respectivos legumes.
Acompanha feijão branco cozido, cozido na água dos legumes, e arroz de forno ou branco.

 

 

bacalhaugomes1.jpgBacalhau à Gomes de Sá

Ingredientes :
(para 4 pessoas)

  • 500 gr de bacalhau ;
  • 500 gr de batatas ;
  • 2 cebolas ;
  • 1 dente de alho ;
  • 1 folha de louro ;
  • 2 ovos cozidos ;
  • 1,5 dl de azeite ;
  • azeitonas pretas ;
  • Salsa, sal e pimenta q.b.

Confecção :

Demolhe o bacalhau, coloque-o num tacho e escalde-o com  àgua a ferver.
Tape e abafe o recipiente com um cobertor e deixe ficar assim durante 20 minutos.
Escorra o bacalhau, retire-lhe as peles e as espinhas e desfaça-o em lascas.
Ponha estas num recipiente fundo, cubra-as com leite bem quente e deixe ficar de infusão durante 1.30 a 3 horas.
Entretanto, corte as cebolas e o dente de alho ás rodelas e leve a alourar ligeiramente com um pouco de azeite. Junte as batatas, que foram cozidas com a pele, e depois peladas e cortadas às rodelas.
Junte o bacalhau escorrido.
Mexa tudo ligeiramente, mas sem deixar refogar. Tempere com sal e pimenta.
Deite imediatamente num tabuleiro de barro e leve a forno bem quente durante 10 minutos.
Sirva no prato em que foi ao forno, polvilhado com salsa picada e enfeitado com rodelas de ovo cozido e azeitonas pretas.

NOTA:
Esta ‚ a verdadeira receita de bacalhau à Gomes de Sá , tal como a criou o seu inventor, que foi comerciante de bacalhau no Porto.
Aconselhamos a que prepare de véspera a operação de
infusão do bacalhau em leite quente, para que se torne mais rápida a preparação deste prato. 

Sirva de imediato.

arroz-de-marisco.jpgArroz de Marisco

Ingredientes:

  • 500 grs de mexilhão
  • 400 grs de arroz
  • 500 grs de amêijoas
  • 500 grs de camarão
  • 4 bocas de sapateira
  • 4 colheres de sopa de azeite
  • 1 cebolas médias picadas
  • 50 grs de margarina
  • 2 dentes de alho picados
  • 1 molhinho de coentros
  • picante q.b.
  • sal
  • 1 dl de vinho branco

Confecção:

 Limpe e lave os mariscos.
Coza-os e descasque–os, aproveitando a água de todos eles, e deixando alguns camarões inteiros para decoração.
Com as cascas e cabeças do camarão faça um bom caldo.
Refogue os alhos picados e as cebolas no azeite e margarina, sem deixar queimar.
Junte o caldo, e o vinho deixe levantar fervura e, junte o arroz (4 chávenas de caldo para 1 de arroz) deixe cozer por 12 minutos, junte os mariscos e os coentros picados, rectifique os temperos e deixe ao lume por mais 3 minutos.
Retire o tacho do lume e decore com alguns camarões inteiros.

* Se gostar pode adicionar ao refogado 1 bom tomate maduro, sem peles nem graínhas e picado.

f-ze-pipo.jpgBacalhau à Zé do Pipo

Ingredientes:
Para 4 pessoas

  • 1 lombo de bacalhau
  • 2 cebolas médias
  • 1 litro de leite
  • 4 colheres de sopa de azeite
  • 1 folha de louro
  • sal e pimenta q.b.
  • 1 tigela de maionese (feita com 2 gemas e 4 dl de azeite)
  • 750 grs de batatas em puré
  • azeitonas pretas

Confecção:

Depois de bem demolhado, corta-se o bacalhau em postas.
Leva-se a cozer com leite.
Entretanto, picam-se as cebolas e levam-se a estalar com o azeite, o louro, sal e pimenta e um pouco de leite de cozer o bacalhau.
A cebola deve ficar branca e macia e nunca loura.
Depois de cozido, escorre-se o bacalhau e colca-se num recipiente de barro ou, o que é preferível, cada posta num recipiente de barro individual.
Deita-se a cebola sobre as postas de bacalhau, que depois se cobrem completamente com a maionese.
Contorna-se com o puré de batata passado pela seringa ou saco e leva-se a gratinar.
Enfeita-se com azeitonas pretas.
Receita de uma célebre casa de pasto que existiu no Porto a cujo proprietário davam o nome de Zé do Pipo.
Embora levando maionese, esta receita faz parte da culinária tradicional do Porto.

pasteis-de-nata.jpgPasteis de Nata

Ingredientes:

Folhado para forrar as formas:

  • 500 g de farinha
  • 300 g água
  • 10 g sal
  • 400 g marg. para folhado

Confecção:

Amassar a farinha com a água e sal, fazer uma bola, cortar em forma de cruz até meio, puxar as pontas para fora (formar uma estrela de quatro pontas), colocar a margarina no centro e puxar as pontas para cima (envolver a marg.) com rolo estender a massa com aproximadamente 40×15 cm, dobrar 1×3 (volta simples) esperar 10 minutos e voltar a estender, dobrar 1×4 (volta de livro) esperar 10 minutos.
Estender a massa até atingir a espessura de +- 4 mm salpicar com água em toda a extensão da massa.
Enrolar tipo torta com diâmetro de mais ou menos 4 cm, cortar rodelas com 1 cm de espessura colocar nas formas, esperar 10 minutos.
Molhe o dedo polegar em água carregue no centro da rodela e puxe a massa até ao cimo da forma.
As formas referidas são o tamanho dos pasteis de nata das pastelarias.

Recheio (difícil):

  • 0,5 L Leite m.g.
  • 70 g Farinha s/fermento
  • 5 g Maizena
  • 0,5 L Calda 32º bumé
  • 5 Gemas
  • 1 Ovo
  • Baunilha q.b.

Confecção:

Para fazer a calda: 1 kg de açúcar, 0,5 L água a ferver = 32º bumé.
Desfazer a farinha e maizena com uma parte do leite, aprox. 1 dl, levar o restante leite a ferver, deitar sobre a farinha e mexer energicamente para não formar grumos, adicionar a calda aos poucos mexendo sempre.
Adicionar as gemas e ovo.
Coser a aprox. 350º cerca de 8 minutos não mais.

Recheio (+fácil):

  • 0,5 L leite mg.
  • 275 g de açúcar
  • 35 g farinha s/fermento
  • sal q.b. (pitada)
  • Margarina q.b. (1 noz)
  • 5 gemas
  • 1 ovo

Confecção:

Colocar o leite ao lume com a noz de margarina, a seco misture a farinha com o açúcar e sal, quando o leite levantar fervura adicione a mistura mexendo energicamente, retire do lume deixe arrefecer um pouco, adicione o ovo e gemas, aromatize com baunilha ou limão.
Coser a 290º-300º cerca de 8 minutos. Se encher demais, o recheio sai das formas.

bolo-de-rei.jpgBolo Rei                            

Bolo de Natal em Portugal

 Ingredientes:

  • 1,250 Kg de farinha de trigo
  • 50 g de fermento de padeiro ou 25 g de fermento organico
  • 3 dl de leite
  • 250 g açúcar
  • 12 ovos
  • 300 g de manteiga
  • 1 g de sal
  • 150 g de passas
  • 100 g de cidrão doce
  • 100 g de ameixas
  • 100 g de amêndoas
  • 150 g de nozes
  • 150 g de pinhões
  • frutas cristalizadas

Confecção:

Amassam-se duzentos e cinquenta gramas de farinha de trigo da melhor com cinquenta gramas de fermento de padeiro ou com vinte e cinco gramas de fermento orgânico em pasta, desfeito qualquer deles em um decilitro de leite morno, tapa-se bem e deixa-se a massa a levedar em sítio quente, por cinco a seis horas.
À parte deita-se num alguidar um kilo de farinha, amassando-o com duzentos e cinquenta gramas de açúcar em pó, seis ovos inteiros, seis gemas, trezentas gramas de manteiga derretida, um grama de sal fino e dois decilitros de leite, devendo ficar uma massa consistente; podendo-se deitar mais leite se for necessário por a farinha ser muito seca. Misturam-se os duzentos e ciquenta grama de farinha que se amassaram com o fermento, amassando tudo bem, e, em estando a mistura bem homogénia, juntam-se cento e cinquenta gramas de passas, cem gramas de cidrão doce cortado miúdo, cem gramas de ameixas de Elvas cortadas aos quartos e sem caroço, cem gramas de amêndoas despeladas, cento e cinquenta gramas de nozes cortadas em quatro bocados e cinquenta gramas de pinhões; amassa-se novamente para encorporar bem na massa todos os elementos que se juntam, cobrindo-se com um pano deixando levedar até aumentar o volume de metade, o que precisará de pelo menos de seis a dez horas, conforme a temperatura do ar e o estado atmosférico, sendo preferível preparar a massa à noite para cozer no dia seguinte.
Estando a massa bem levedada,fazem-se bolos em coroa, pondo-se no vazio do centro uma tigela ou um copo para não fechar; por cima da massa põem-se algumas ameixas de Elvas cortadas ao meio e pêras ou outras frutas secas cristalizadas e algumas amêndoas, deixando repousar por duas horas, polvilhando com açúcar pilé e pondo-os a cozer no forno com calor forte.
Antes de pôr no forno, pode-se pintar a massa por cima com gema de ovo.
Feita a massa fazem-se os bolos e pôem-se em tabuleiro indo ao forno de calor brando.

paella1.jpgArroz à Valenciana
 

Ingredientes:   

 

  • 500 grs de eiroses
  • 500 grs de lulas
  • 6 salsichas de frasco ou lata
  • 250 grs de carne de porco do lombo
  • 1,5 dl de azeite
  • 125 grs de margarina
  • 400 grs de arroz agulha
  • 200 grs de feijão verde
  • 1 bom pimento verde
  • 300 grs de ervilhas
  • 2 cenouras
  • 200 grs de gambas
  • 200 grs de camarões
  • 200 grs de tomate
  • sal q.b.
  • pimenta q.b.
  • 1 colher de chá cheia de açafrão em pó
  • pimentos morrones para decorar

Confecção:

Numa frigideira grande aqueça metade da margarina e o azeite, e frite as lulas depois de arranjadas cortadas em argolas e as eiroses aos bocados.
Depois de fritas retire as eiroses, junte o tomate aos bocadinhos, sem peles nem grainhas.
Quando começar a cozer junte as cenouras cortada às rodelas, o feijão verde e o pimento cortado às tiras largas.
Coza os mariscos durante 3 minutos.
Passe o caldo por um pano fino.
Frite a carne de porco na restante margarina e reserve.
Perfaça 1 litro do caldo do marisco e deite na frigideira, junte o açafrão e deixe levantar fervura.
Deite as ervilhas e  deixe levantar fervura novamente.
Deite o arroz mexa, tape e deixe cozer durante 12 minutos.
Passado os doze minutos junte a carne de porco frita as salsichas cortadas às rodelas os mariscos e tempere de sal e pimenta deixe acabar a cozedura por mais 3 minutos.
Salteie os pimentos morrones num pouco de margarina e decore o arroz.
Sirva quente.

 

 

Receita de Licor de Laranja

Desta vez que tal um licorzinho muito agradável para acompanhar o café?

Frango á duque

Sopa de Alho Francês

 

27 respostas

26 11 2007
Wanesca

Quero colaborar com seu Blog, Luis! De vez em quando vou te enviar uma receita caseira, para ajudar quem nãotem muito tempo para cozinhar e gosta de comer bem.. como eu.. hehe

Arroz com Bananas

Numa fôrma de vidro (travessa) coloque as bananas cortadas ao meio em seu comprimento. Forre todo o fundo da travessa. Por cima coloque o arroz,já preparado como seu próprio costume. Por cima do arroz,coloque um molho de carne moída, ou de carne seca (Não sei se conhecem este tipo de carne) não muito molhado,ok? Cubra com mais arroz.
Para terminar… coloque queijo mussarela por cima,cobrindo tudo e leve ao forno até derreter o queijo.
Sirva quentinho… e aproveite o sabor da banana com o molho da carne.. fica impossível não resistir, viu?

Beijocas e até breve!

29 11 2007
Lena Serpa

Olha uma receita à moda BRASILEIRA, que é muito apreciada aqui no Brasil e por que não dizer aos estrangeiros ,de um modo geral, também adoram!!!
Para acompanhar a “feijoada” nada melhor do que uma legítima “CAIPIRINHA”.
Espero que goste das minhas dicas culinárias do Brasil, que é a minha terra querida.
Beijos
Lena

FEIJOADA À BRASILEIRA

Ingredientes
½ kg de lingüiça calabresa curada

½ kg de lingüiça portuguesa

½ kg de paio

1 ½ kg de carne seca (melhor a de manta)

1 ½ kg de carne de porco salgada

1 peça de costela de porco salgada (mais ou menos ½ kg)

1 peça de costela de porco defumada (½ kg mais ou menos)

2 pés de porco salgados

3 rabos de porco salgados

250 g de bacon

1 ½ kg de feijão preto (prefira sempre feijão novo. A proporção do feijão é, mais ou menos, 1 kg de feijão pra cada 5 kg de carnes)

2 maços de couve

2 maços de cheiro verde

2 pimentas vermelhas

2 cebolas grandes

2 tomates maduros

3 folhas de louro

4 dentes de alho

farinha de mandioca cru

Modo de Preparar
Pique as carnes (carne-seca e carne de porco) em pedaços de mais ou menos 10 a 15 cm. Pique a costelas, a salgada e a defumada, seguindo as ripas e corte-as em dois pedaços cada uma. Pique os pés em quatro pedaços Pique os rabos em pedaços de 7 a 15 cm (não precisa medir, vá no chute) As lingüiças deverão ser fatiadas em rodelas, retire antes a pele. Lave as carnes em água corrente e cozinhe-as, separadas a carne seca e a costela defumada, em bastante água. Cozinhe a carne seca durante 40 minutos em panela de pressão, e ss demais (carne de porco, costela salgada), por 20 minutos. Pés e rabos podem ser cozidos juntos, por 20 minutos. A costela defumada deve ser cozida separadamente por 20 minutos. As lingüiças (calabresa, portuguesa e paio) podem ir juntas ao fogo, já cortadas, numa panela tapada, com dois copos d’água, e cozidas por 15 minutos. Depois de tudo cozido, carnes, rabos, pés, costelas e lingüiças, escorra a água do cozimento, e reserve tudo. Experimente o sal das carnes, deverá ter saído com o cozimento. Se não saiu, dê mais uma fervura, que feijoada sem sal tem jeito de consertar, mas salgada é caso perdido. Lave e cozinhe o feijão em panela de pressão por 25 minutos. Vai ficar meio duro, mas não se preocupe com isso. Junte tudo numa panela grande (enorme). Carnes, lingüiças e feijão, acrescente dois litros de água fervente. E deixe cozinhar por 30 minutos. Mexa de vez em quando para não queimar no fundo. Durante o cozimento, o caldo deverá engrossar (isso depende do feijão, feijão velho não dá bom caldo). O feijão e as carnes amolecerão, chegarão ao ponto. Retire uma cuia de caldo para fazer o molho, e reserve no canto da pia. Prepare o tempero da feijoada: alho picado, frito na gordura do bacon (do qual você já fez um torresmo), cebola dourada na mesma gordura, e jogue tudo no panelão. Acrescente o louro, deixe apurar um pouco e meta lá o cheiro verde picado. Está pronta a feijoada, a consistência ideal é de lava vulcânica. Com os torresmos do bacon faça um farofa com farinha mandioca. A couve deve ser picada como fio de cabelo, fininha, e refogada de leve com gordura de bacon, um tico de sal para dar gosto, e é só. Aquele caldo que você deixou de lado, vai virar molho: duas pimentas vermelhas picadas miudamente, cebola fininha, cheiro verde picadinho, tomate sem pele em cubinhos ridículos, misture tudo no caldo, e leve tudo pra mesa. Arroz branquíssimo para contrastar com o feijão, e bom apetite.

Rendimento para 15 pessoas.

**********************************************************************************

CAIPIARINHA TRADICIONAL BRASILEIRA

A caipirinha é uma das bebidas brasileiras mais conhecidas internacionalmente. É feita com cachaça, limão, açúcar e gelo. No Brasil, é servida na maioria dos bares e restaurantes.

Caipirinhas geralmente são preparadas para um copo de cada vez, já que seus ingredientes são em quantidades tão irregulares que é muito complicado fazer uma divisão igualitária.

Modo de Fazer:
Corta-se o limão.
Colocam-se os pedaços de limão e três colheres de açúcar * Esmaga-se com um socador para liberar o suco do limão; socadores, ou pilões, de madeira especiais para essa tarefa são fáceis de ser encontrados.
Adiciona-se cubos de gelo. O gelo picado derrete muito rapido fazendo com que a caipirinha fique muito aguada e isso não é bom.
Finalmente, coloca-se a cachaça a gosto.

Como servir
O drink é servido em copos baixos e largos com palitos de madeira, ou dois pequenos canudos, ou misturar com a propria pingola que auxiliam na mistura da bebida.

Caipirinha no mundo
Gozando de grande popularidade mundo afora, inúmeras variações dessa bebida são conhecidas. Em algumas regiões, açúcar mascavo é usado ao invés do refinado. Mesmo no Brasil, podem ser encontradas variantes com adoçantes artificiais para os preocupados com o açúcar, ou com uma grande variedade de frutas. Além disso, a cachaça algumas vezes é substituída por vodca (caipiroska, marca registrada pela Smirnoff), Licor Beirão (conhecido por caipirão), ou rum (caipiríssima, marca registrada pela Bacardi). Caipirinhas de saquê ou vinho (caipivinho) também são feitas.

Na verdade, a caipirinha é um dos sabores do que os brasileiros chamam de “batidas”, que são drinques de frutas feitos com cachaça. Portanto, pode-se substituir o limão por outra fruta e conseguir drinques muito bons. As batidas de morango, maracujá e coco também são populares.

Legislação
De acordo com o Decreto nº 4.851, de 2003, o parágrafo 4 diz o seguinte: Caipirinha é a bebida típica brasileira, com graduação alcoólica de quinze a trinta e seis por cento em volume, a vinte graus Celsius, obtida exclusivamente com cachaça, acrescida de limão e açúcar.

29 11 2007
luisdel

Obrigado Lena pela sua cooperação.Foi muito útil, pois só assim enriquece este caderninho de receitas.

Retribuo com uma receita rápida e fácil

PEITO DE FRANGO NO MICROONDAS

Prato: Frango
Ingredientes: Cebola: 2 / Frango: 6 bifes/ Limão: 1/ Sal: q.b./ Salsa: q.b./ Tomate: 2
Tempo: 10m
Dificuldade: fácil
Quantidade: 3 Pessoas
Calorias: n.d.

Preparação:

Tempere os bifes com o sumo do limão, o sal e a salsa. Ponha-os numa travessa que possa ir ao microondas e cubra-os com as rodelas de tomate e cebola. Leve ao microondas em potência máxima durante 8 minutos.

17 09 2010
Mª Lurdes Nogueira Leite

Luis:Vejo que tens jeito e gosto pela “Cuisine”!!!Vou dar-te o nome de uma empresa,que tem pág.no facebook:Vê em LUSITÂNIA ou BRANCA DE NEVE.Eles tambem têm uma revista com receitas suas(testadas e degustadas pelos colaboradores).Esta revista tambem se destina a promover os novos produtos e suas variadas aplicações.Têm farinhas várias para pão,podem utilizar-se em vários bolos,crepes,etc…não ganho nada com a comissão!
Tenho um filho que tem muito bom gosto,não só por cozinhar,mas é fanático dos produtos saudáveis.Como sabe de Gestão e Logística ,mais o curso de Agronomia,Pecuária e produtos alimentares,acredito nele!É o menino que, tem inovado e dado funcionalidade aos novos produtos,para alegria das familias.Abraço!

17 03 2011
Mª Lurdes Nogueira Leite

Esta,é daquelas que preciso mesmo!Se alguem tiver receitas para refeições com poucas calorias,agradeço a ajuda!

9 02 2008
Mell

Bolo do coco Mineiro da Mell

Este bolo é sucesso aqui no Brasil, pela praticidade e porque é bom demais! Experimentem…

Ingredientes:
3 – ovos
1 – lata de leite condensado
1 – colher sopa cheia de fermento em pó (pó royal)
100 grs de coco ralado

Preparação:
No liquidificador primeiramente por 2 minutos bata os ovos, é importante para não deixar cheiro. Logo após acrescente o leite condensado, o fermento em pó e por último o coco ralado.
Deixe bater tudo mais 2 minutinhos.
Untar a forma com mateiga e polvilhar com farinha de trigo para não agarrar.
Assar em forno médio de 40 a 50 minutos.
Dica:Não abrir o forno antecipado.
Deixe esfriar e sirva-se das delícias mineiras.

Mell

10 04 2008
Mell

Mousse de bombom… um… pra você!!!

Ingredientes:
01 litro de leite
01 lata de leite condensado
01 lata de creme de leite
06 colheres de açuçar
02 colheres de maizena
03 gemas
03 claras
08 bombons sonho de valsa ou serenata de amor.

Preparação:
Em uma panela, faça o creme:
- o leite, maizena, leite condensado e as gemas dos ovos.
deixe ferver até dar o ponto de soltar do fundo da panela e coloque uniforme num pirex, reserve até esfriar.
Pique os bombons em pedacinhos por cima de todo creme acima.
Numa outra vasilha, bata as claras em neve, junte o açucar e o creme de leite ao final deste creme, coloque por cima dos bombons por igual.
Leve a geladeira e deixe gelar.
*Esta é uma das minhas prediletas, faça e comprove esta delícia…
Mell

5 08 2008
Divina-pele

Olá Luís!
Aqui só tem coisas deliciosas e belas…
Deixo aqui nesta página, minha marquinha registrada.
Parabéns pelo blog!
Divina-pele.

26 11 2008
Carlos

Adorei as receitas, cresceu-me água no bico .
Estão dji parabéns !!!!!!!
~Quando postam mais receitas ??
Fico á espera !

4 02 2009
Ismenia

Esses pastéis de nata deram água na boca!!!!
Vc pediu uma receitinha brasileira, vou providenciar uma de pão de queijo. Aguarde. Abraços

4 02 2009
Ismenia

Pão de queijo mineiro

4 copos de polvilho (doce ou azedo)
2 copos de leite
1/2 copo de óleo
2 ovos
500 grs. de queijo (branco ou de Minas)
1 colher de sal (quantindade depende se o queijo tiver sal)

Confecção
Coloque em uma vasilha, o leite, o óleo e o sal e leve para ferver. Coloque o polvilho em um recipiente, jogue os ingredientes fervidos e misture bem com uma colher de pau, qdo tiver mais morno, misture com as mãos. Deixe esfriar, acrescente os ovos batidos e o queijo, sove bem, enrole em formato de bolinhas
e leve assa a 180°. Se quiser pode ser congelado antes de assar.

4 02 2009
Ismenia

Pão de queijo de liquidificador

Coloque no liquidificador:
1 copo de óleo
1 copo de leite
3 ovos
3 copos de polvilho azedo
100 gr. de queijo parmesão
sal à gosto
1 colherinha rasa de fermento em pó

Confecção
Bater bem no liquidificador e colocar prá assar em forno preaquecido a 180° em forminhas (pode ser de empadas).
Obs: Coloque a massa só até a metade da forminha pq o pão de queijo dobra de volume.

17 02 2009
carmen

Querido Luis,
Não sei aonde vc. tirou ou apreendeu a fazer o arroz á valenciana,porén devo-lhe dizer que como valenciana que sou ,sinto-me até um pouco ofendida e magoada.
Pois que nunca por cima dos meus anos todos é não são poucos,independente de ser
valenciana sou presidente de uma associação valenciana onde se faz paella a cada quinze dias,para os socios.
A questão é salsicha no arroz á valenciana?! POR FAVOR………!

17 02 2009
luisdel

Carmen
Agradeço sinceramente o seu comentário, pois só assim vai enriquecer esta simples rubrica de culinária.Aprender até morrer é uma grande verdade.Sendo assim, fica a ressalva aos leitores, que o arroz á valenciana não leva salsichas.
Um abraço de amizade
Luís

27 04 2009
Ana Pereira Santos

OLÁ ‘LUIS’
No Bacalhau c/natas se deitar um pouco de mostarda fica com um gosto ainda mais delícioso… Também para quem não pode abusar dos fritos e gorduras, em vez de fritar as batatas poderá cozê-las e depois cortá-las em pedacinhos pequenos.
Xi-coração e um Beijo de amizade,
Ana

27 04 2009
luisdel

Fica aqui esta dica bastante pertinente da Ana.Muito obrigado

18 07 2009
cris

luis,as receitas sao otimas, tenho uma que e super facil.6 maças vermelhas folha de gelatina un envelope com 6 folhas da vermelha 17 colheres de açucar de sopa,3 xicaras de agua, modo de fazer coloca a agua para ferver com o açucar, quando ferver coloque as folhas de gelatina por ultimo colocar as maças descascadas no mel de açucar ate elas ficarem bem vermelhas bom apetite obs; pode servir com creme de leite ou sorvete de creme.

19 07 2009
luisdel

ATENÇÃO gulosos e gulosas…boa dica da Cris.Obrigado!!!!

17 03 2011
Mª Lurdes Nogueira Leite

Pode substituir-se o açucar,por adoçante??Obrigada.

31 07 2009
Marta

“Peixada da Luinha”.

Receita

Enrolar no papel alumínio 2 filés grossos ( 2 ou 3 dedos) de peixe e 300 gramas de camarão, lavados e temperados com sal. Cobrir com um alho poró cortado fininho, pimentão vermelho. Regar com azeite extra virgem.

Deixar no forno por 30 minutos.

Ao servir temperar com limão.

uau é bom demais.

Abraços

Variações: Juntar brócolis, cenoura ralada e abobrinha.

6 10 2009
Marina

Sugestão para : SALADA DE FRANGO
( 6 pessoas )

1 Frango assado
4 maçãs médias
1 lata de ananás
1 lata peq. de ervilhas
180 grs de queijo flamengo
100 grs de sultanas
2 ovos
1 alface peq.
maionese q.b.
molho ketchup q.b.

Desfiar o frango e colocar metade numa travessa bem funda onde previamente foi espalhada uma mistura de maionese com molho ketchup. Numa segunda camada coloque parte da alface cortada em tiras. Seguidamente a maçã, o queijo, as rodelas de ananás, tudo cortado em pedaços, juntamente com as sultanas. Adicionar, sempre por camadas, as ervilhas cozidas e depois o restante frango desfiado. Finalmente cobrir com uma camada fina da mistura de maionese / ketchup. Decorar com a alface cortada às tiras. Terminar com o ovo cozido picado ou em sua substituição com rodelas finas de laranja. Servir fresco.

20 11 2009
Renata Souto

Olá Luis!!
Preciso saber se você tem a receita do Mussafa(acho que é assim que se escreve!). Meu pai foi a um restaurante em SP, comeu e está deixando a gente aqui com água na boca!!…. Estamos querendo fazer esta receita aqui. Seria possível a sua ajuda?
Desde já agradeço!
Deus te abençoe

Renata Souto

20 11 2009
luisdel

Cara Renata
Não será Mussaká de origem Grega muito famosa e tradicional ?

Aqui vai a receita tirada da net :

½ kg de batatas em cubos fritas em azeite
4 berinjelas grandes
2 cebolas picadas
½ kg de carne moída
100 ml de azeite de oliva
150 ml de caldo de carne
2 colheres (sopa) de extrato de tomate
tomilho, alecrim e sálvia
sal, pimenta do reino e páprica picante

200 ml de iogurte
2 ovos
1 pitada de fermento em pó
2 colheres (sopa) de farinha
sal

Corte as berinjelas ao meio no sentido longitudinal, tempere com sal e pincele com azeite.
Asse até amolecerem. Retire a polpa da casca e pique bem miúdo.

Puxe a cebola no azeite acrescente a carne e refogue bem. Adicione a berinjela e cozinhe para mesclar os sabores.

Junte o extrato de tomate diluído no caldo de carne e conserve em fogo forte até secar.
Incorpore os temperos.

Coloque metade da carne numa forma refratária, cubra com as batatas e arrume a carne restante.

Misture todos os ingredientes da cobertura e espalhe sobre a mussaká. Asse em forno médio.

21 12 2009
Ana Pereira Santos

OLÁ ‘LUIS’ PARABÉNS!
Que luxo… Até já tem vídeo nas receitas e tudo!!!…
Isto assim é outra coisa, muito mais apetitoso!!!!!
NHAM…. NHAM!
BEIJOS
Ana

12 04 2010
Elayne

eu ja esperimentei e otimo adorei nao tem igual

17 08 2011
Lorelayine

Gostei muito desse site ele e pratico e é muito bom e tem muitas informaçoes

29 01 2012
Magda

Um que pecado delicioso!… assisti o vídeo do bacalhau com natas, amanhã farei. Vou pecar! ai ai ai…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 635 outros seguidores